Archive for the ‘Doutorado’ Category

O portão

Thursday, April 22nd, 2010

O que ocorre é o seguinte. Tenho de escrever uma proposta de tese, alguns artigos e uma tese. Não é nada do outro mundo, não é nenhuma tarefa hercúlea — ou pelo menos não deveria sê-lo.

Infelizmente, toda a habilidade de escrita que eu tinha aparentemente foi deixada de lado em algum momento entre o vestibular e o mestrado. Qualquer habilidade de programação que eu tenha talhado nesse meio tempo não tem serventia quase nenhuma quando o problema em questão é tecer um mero texto relatando sobre o que se trata a minha tese, porque ela vale um título de doutorado e o que eu fiz de concreto nela. Unit tests não valem de nada. Comentários no código “tampoco”. Diagramas de seqüência podem até servir para aumentar a contagem de páginas mas, concretamente, não resolvem o problema de escrita.

Na falta de outra opção, o jeito é escrever. E como escrever tem sido difícil, o jeito é praticar. Praticar com regularidade, mesmo sem vontade, mesmo sem querer. Isso funcionou bem comigo nas corridas (de treinos de 4 km saí para treinos de 30 km e provas de 42 km) então espero que sirva na escrita.

E é por isso que eu voltei. Espero que agora para ficar. Não esperem textos “querido diário”. Mesmo sabendo que eles ocorrerão, esse não é foco. Por hora, também não esperem posts multi-linguais — a escrita na língua de Camões já está sendo complicada o suficiente.

E só. Eu voltei.

Olha, mãe, sou eu na TV!

Saturday, July 21st, 2007

Filmaram a minha apresentação no I Workshop do UOL Bolsa Pesquisa (2006):

Espero que agora fique mais fácil explicar “O que diabos você faz mesmo nesse doutorado?” e responder “E quem paga as tuas contas?”. :-)

Burocracia Alheia Adiantada

Tuesday, March 7th, 2006

Tenho como que por prática deixar tudo para a última hora. Resolvi sair da rotina e adiantar um documento do doutorado logo de uma vez: prova de conhecimento de uma 2a. língua estrangeira (qualquer coisa aque atestasse que eu cursei mais de 120 horas-aulas de outra língua).

Até aí tudo bem. Pelos requisitos deles, eu conseguiria até para 3a. língua. Saio para a FALE, vou na secretaria dos cursos de línguas e peço por uma declaração.

– O senhor terá que pagar uma taxa de 5 reais.

– Perfeito. T’aqui.

– Não, não, o Sr. tem que tirar o boleto e o formulário pela Internet ou ir na baixa da égua.

– Qual o endereço mesmo?…

Até aí tudo bem. Mas eis que a luta mal tinha começado. Vou ao site indicado, busco por algum lugar onde poderia ter os maltitos formulários e, quando os encontro, recebo o link para onde se encontra o boleto. Mas não tão rápido, para conseguir esse boleto eu tenho que me cadastrar no serviço de cursos da faculdade, criar um login, me inscrever no curso “Taxa para declaração…” e… e nada! O site travava!

Agora me diz, precisava de tudo isso?

Update: hoje fui lá na baixa da égua pegar um simples boleto. Para tanto, como reza a burocracia, tive que enfrentar uma fila :-(

Copa de 2010 na África do Sul

Monday, March 6th, 2006

Primeiro dia no doutorado: não achava que ia me sentir feliz com uma besteira dessas.

E pela primeira vez me dei conta que tenho que planejar as coisas para daqui a 4 anos, pelo menos. Ou seja, para perto da próxima copa…