Archive for December, 2003

Está chegando a hora…

Monday, December 15th, 2003

.. o dia já vem “chegando”, meu bem, eu tenho que ir embora. :-)

3 dias para a minha casa, minha família, meus amigos, minha cidade, minhas lembranças. 3 dias para andar de pés descalços pela minha outra casa, sentindo o cheiro da brisa do mar que atravesa o mangue e vem, sem escalas, até a minha janela. 3 dias para poder reler 3 vezes minhas 3 coleções de mangá. 3 dias para ficar a noite conversando com os porteiros do prédio esperando carona, sair para um forró qualquer, encher a cara, rir de tudo, rir de mim, e acabar a noite ainda cantando de galo lá no S.23, comendo “Frango, Palmito e Queijo e Milky de Maracujá com chocolate”. 3 dias para “chega e nem liga, né?!”. 3 dias para “e o mestrado?”. 3 dias pra “Você já visitou {familiar genério}”. 3 dias para chegar e sentir a falta da Duda. 3 dias para retomar todas as atividades BOFHisticas q eu deixei na configuração da moicas.3 dias para “certas coiass nunca mudam”. 3 dias para “Abraaaaaaaaaaaaaço!!!”. 3 dias para ficar um dia todo na praia conversando amenidades, vendo o dia passar, escutar o quebrar das ondas e ficar sonhando acordado. 3 dias para contar os dias para vê-la novamente. 3 dias para comer tapioca, cuzcuz, tomar cappuccino e ficar vendo o sobe e desce da bolsa na Bloomberg no café da manhã. 3 dias “cantino” na sexta, clube no sábado, fingir que vai e desistir de ir para o siqueira no domingo, sair para rodar no Dragão do Mar na segunda, ir para o Bebed’ouro na terça, Café Pagluca na quarta, Carangueijada na quinta. 3 dias para “noites em família”. 3 dias para relembra os mil e um caminhos de chegar na UFC. 3 dias de ficar pensando aquilo que podia e não foi. 3 dias para ficar procurando quando vai ser a próxima festa na pedreira, se vai ter algo da undergroove. 3 dias para fazer resgatar mp3 antigas, que embalaram sei lá quantas noites em claro. 3 dias para ficar lembrando quem fez com quem onde e quando. 3 dias para ficar olhando a Aldenora na cozinha tentando se convencer de que eu vou aprender a fazer arroz que não gruda. 3 dias para beber todos os dias, para escutar “filhinho você não acha que está bebendo demais”, prometer que eu vou voltar para o kung-fu. 3 dias para ir para a praia e ver se eu fico menos amerelo. 3 dias para ir para Canoa, rir de todas as situações que acontecem por lá, comer bem, e ganhar apostas cantando as nativas mais low-escores que aparecerem por lá. 3 meses para “bora para a Órbita”? 3 meses “para vamos calcular a média de consumo de vodka por dia por cabeça e ver quantas vodkas a gente vai comprar para o reveillon”, “– Mas você levou em conta a curva de crescimento dos reveillons passados?”, “– Ih! Não”! 3 dias pra “vou pro mar!”, “ninguém me ama”, “onde estão… ih…”, entrigas, comentários, sinuca, “me empresta o carro para comprar água no Catiroba”, e tudo aquilo que só, so, somente so acontece no Morro Branco. 3 dias pra achar super normal pedir Antartica, reclamar de quem pediu a Brahma. 3 dias para eu dizer para que eu “vou para a putaria” e não ficarem achando q eu vou sair prum puteiro comer rapariga. 3 dias para eu poder abraçar meu pai, minha mae, ficar conversando no quarto com a minha irmã. 3 dias para poder identificar meus amigos apena pelas risadas. 3 dias para “mas fulano sempre atrasa”. 3 dias para “alguém tem plazil? Vê se o Macambira trouxe”. 3 dias para achar bom por estar um calor infernal, tomar banho naquele chuveirão que tem no banheiro, ligar o ventilhador e ficar estatelado na cama, vendo o resto das coisas que ficaram ainda no meu quarto. 3 dias para sair vizitando meus avós, comer bolo com café e achar aquilo tudo muito bom, mesmo escutando as reclamações do ano passado. 3 dias para “eu sei q você e sua irmã não são muito católi…” “– Vó, eu nem cristão mais sou…”, “AAAAAHhhhhhhhhhh!!! Não!”. 3 dias para ver a minha madrinha, me econtrar com meus primos. 3 dias para “fulana te viu canto tal, ne!” “–Fulana?!”, “?!”, “Onde?!” “Canto tal…”, “Pera… eu vi fulana… uh… sério?!”. 3 dias pra comer sushi no Ito, sorteve no Juarez, para ver as garçonetes da Orbita. 3 dias para “mas você já vai?! Ficou tão pouco tempo!”. 3 dias para ficar tramando uma ida para a pŕoxima Expocrato. 3 dias pra ficar olhando os e-mails sem saber o q esperar. 3 dias para “por que eu nunca vim aqui antes?!”. 3 dias para “que diabos de sutaque é esse?! Passa 3 meses e já volta falando todo estranho”. 3 dias para poder chamar todo cara de “má” e toda menina de “mulhé” e todo mundo achar super natural. 3 dias pra Fortaleza! 3 dias!

É, vou-me embora para a minha Pasárgada. E se alguém achar isso ruim, na boa, com consideração, se mate!

Santos – Camels

But I feel good, but I feel high

Thursday, December 11th, 2003

Groove Armada – But – Feel Good
But I feel good
But I feel high
But I feel good
But I feel high

Enfim, as coisas se acalmaram e domingo passado fiz as pazes com ela – ou foi ela quem fez? Não importa. Aliás, a uma altura dessas, tirando alguns detalhes, quase nada mais importa, exceto a viagem pra casa. Faltam 8 dias para eu voltar para lá e, depois da minha família , eu só consigo pensar em uma coisa: PRAIA. Ah! Saudade da minha terra! :cool: Saudade das tardes de folga bebendo na Croco. Saudade delas…

Safri Duo – Falling High

Imagem é tudo

Monday, December 1st, 2003

Em respeito ao estudante de humanas frustrado que existe em todo estudante de exatas, vamos direto ao ponto: Graphic Design USA – 15 Trends Taking shape in Logo Design.

SelfProgrammingWiki

Monday, December 1st, 2003

Esse esquema de edição colaborativa de coleções de documentos, nos moldes de um wiki, é uma coisa que sempre me surpreendeu. Com o passar do tempo, um wiki e sua comunidade viram uma entidade orgânica, viva, com seus dogmas e sua sub-culturta encravados nas suas páginas e hiper-links, em contante mutação.

O que mais me fascina é que, mesmo sem treinamento algum, qualquer usuário habituado a usar um navegador pode estar editando, criando páginas, corrigindo referencias e modificando o código do próprio wiki. :grin: Tá, nem todo wiki permite você editar o código dele, mas esse, o SelfProgrammingWiki, permite :cool: Ainda não é self-hosting, e seria no mínimo semelhante a criar uma bomba-relógio permitir que todo o código de um wiki em operação fosse self-hosting. Ainda assim, enquanto idéia, é muito interessante. Depois perguntam pq eu gosto tanto de wikis.

Ah! A guest strip de hoje na Little-Gamers está ótima ;-)